INTRIGA DO GATO COM O CACHORRO POR UM PALITO DE FÓSFORO

Primeiro folheto publicado, a “Intriga do gato com o cachorro por um palito de fósforo” traz a fábula que conta o episódio ocorrido entre os dois bichos que motivou a eterna rivalidade. Nesta versão, a compra de fósforos fiados teria sido a causa do desentendimento, além das fofocas feitas por uma catita.

Segue um trecho do cordel abaixo:

Numa pequena cidade
Da capital bem distante,
Em meio à tranquilidade
Havia um comerciante.
Felino, mas bom sujeito,
Com seu ramo satisfeito,
Pois que vendia bastante.

Tinha do seco ao molhado
Essa era sua vantagem.
Feijão verde debulhado,
Já ensacado ou em vargem,
Da farinha à rapadura,
O queijo, o leite, a verdura
Preparo pra mucilagem.

Vendia perfumaria,
Também tudo de armarinho.
Todo tempero que havia,
Alho na corda ou sozinho.
Tinha também lambedor,
Cura gogo salvador
De malva-arisca, cominho.

Na clientela diversa
Tinha bode, porco e jia;
O gato pé-duro, o persa,
Preá, mocó e cotia.
Mas tão seguro que era,
Fosse pra bicho ou pra fera,
A prazo nunca vendia.

Mas um dia sucedeu
Que por um fato isolado,
O gato se enraiveceu,
Ficou arisco e cismado.
Sua premissa ignorou
E grande rixa ganhou
Por querer fazer fiado.

O caso é que um cidadão
Se achando em necessidade,
Sem cobre, sem um tostão,
Abusou da boa vontade.
Para seu fogo acender,
Visando um ovo comer,
Num caldo de caridade.

(…)

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: