O diabo de Batista

No “Embolador que faliu Satanás” Batista, o condenado repentista, desce ao inferno e se depara com um Diabo neoliberal, empolgado com a globalização econômica.

– Minha caldeira tem fome;
Abasteçamos, então!
Quero o inferno produzindo
A todo vapor, senão
As metas não bateremos
E também não quebraremos
Recordes de produção.

O demônio àquela altura
Estava muito empolgado
Com a moderna política
Do mundo globalizado
E viu a neoliberal
Doutrina como ideal
Para expandir seu reinado.

Transformou logo, de início,
A velha repartição
Infernal na mor indústria
Do terror e da aflição.
Visando somente usura
Enxugou sua estrutura –
Só pensava em demissão.

Traçava gráficos mil
E curvas de eficiência,
Índices de produção,
Metas pra sua gerência.
Fez a privatização
Sem convocar reunião;
Assumiu a presidência.

Trecho do Cordel “O embolador que faliu Satanás“. Saiba mais clicando aqui.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: